Conheça os benefícios do Chá de Salsa para a sua saúde

A Salsa ou Salsinha, é uma planta muito utilizada como condimento ou como simples recurso de decoração na culinária do mundo todo, mas, seus benefícios vão muito além do que a utilização na composição alimentícia. A planta, mais precisamente o chá de salsa apresenta benefícios surpreendentes à nossa saúde.

A utilização da Salsa ou Salsinha na medicina alternativa vem sendo reconhecida por propriedades antioxidantes, como diurético natural, na prevenção de problemas do coração, anti-inflamatório, antibacteriano, entre outros. Fonte de vitamina C, K, B, A e minerais como o ferro, cálcio e fósforo, o chá também ajuda a emagrecer.

Neste artigo você vai conhecer os benefícios da salsa na prevenção e melhora de muitas doenças. Também apresentamos a forma adequada de preparo do chá para que você passe a utilizar a salsa não mais somente como um tempero, mas como um aliado para sua saúde.

Benefícios

A salsa ou salsinha ajuda a prevenir e combater várias doenças, devido à sua composição rica em vitaminas e minerais. Elencamos os 10 principais benefícios que podem ser obtidos através da ingestão do chá de salsa:

  1. Osteoporose:Pela presença expressiva de vitamina K, a salsinha promove o fortalecimento dos ossos prevenindo a osteoporose;
  2. Proteção neurônios:A vitamina K também auxilia na síntese de ingo lipídeos, que promovem a proteção do sistema nervoso central;
  3. Pressão arterial: Rica em ácido fólico ajuda no controle da pressão arterial e proteção do sistema cardiovascular. Atua na estabilização e regulação dos níveis de pressão pois relaxa os vasos sanguíneos, permitindo equilíbrio da pressão corporal. Por este efeito também é indicado para prevenir o risco de acidente vascular cerebral.
  4. Câncer:A salsa tem um alto potencial antioxidante pois contém um flavonoide chamado luteolina e vitamina C que eliminam os radicais livres, que causam o estresse oxidativo nas células do corpo. Por este benefício dizem popularmente que a salsinha ajuda a “prevenir câncer”. Na verdade, o efeito eliminando radicais livres evita que mutações celulares ocorram, gerando células defeituosas.
  5. Anti-inflamatório:A Luteolina também atua no metabolismo de hidratos de carbono favorecendo ao efeito anti-inflamatório;
  6. Celulite: A salsinha ajuda a prevenir e reduzir a celulite, pois reduz a inflamação de células gordurosas, responsáveis pela formação da celulite.
  7. Infecção urinária:A presença de vitamina A na salsa favorece à imunidade do corpo, pois age como protetor de mucosas e membranas. Ainda, promove a produção de linfócitos, que atuam protegendo o corpo contra infecções, principalmente infecções urinárias;
  8. Anemia: A falta de ferro no corpo é o que provoca a anemia, pois ele é elemento essencial para que ocorra a produção de glóbulos vermelhos e hemoglobina no sangue, levando oxigênio para os órgãos. A salsinha é rica em ferro e proporciona a melhora da anemia e fadiga além de auxiliar a fortalecer cabelos, unhas e tônus muscular. A vitamina C também atua promovendo estes benefícios para facilitar a ligação do ferro às células sanguíneas.
  9. Halitose:A grande concentração de clorofila ajuda a inibir a proliferação de bactérias que causam o mau hálito sendo assim, a ingestão do chá ajuda a reduzir o mau cheiro de quem tem halitose;
  10. Emagrecer:A salsinha também é efetiva melhorando a função de rins e fígado e é um diurético natural. Além disso todas as suas propriedades ajudam a eliminar toxinas, sendo um adjuvante para quem precisa emagrecer. A ingestão do chá acelera o metabolismo, auxiliando no gasto calórico, e atua na redução da retenção de líquidos, promovendo redução de medidas de forma muito rápida.

Como fazer o chá de salsa

Ingredientes:

  • 5 ramos de salsa;
  • 1 litro de água;
  • suco de limão (à gosto);

Preparo

Leve 1 litro de água ao fogo até que levante fervura, enquanto isso, lave 5 ramos de salsa e reserve.

Assim que a água ferver, desligue o fogo e coloque os ramos de salsa dentro da panela, tampe e deixe infundir de 10 a 15 minutos.

Posteriormente retire as folhas de salsa do líquido e o chá está pronto. As gotas de limão são opcionais, pois algumas pessoas não gostam do sabor da salsa e o limão ajuda a disfarçar.

Importante: atente-se ao processo de infusão, e não deixe as folhas da salsa ferverem junto da água. A fervura pode acabar eliminando a maioria dos nutrientes da planta, e deixa o sabor mais amargo ao chá.

A recomendação de nutricionistas é que sejam ingeridos aproximadamente 4 copos de 250 mL, distribuídos ao longo do dia. Para aproveitar benefícios diuréticos e emagrecedores, sugere-se que o primeiro copo do chá de salsa seja consumido pela manhã em jejum.

Contraindicações 

O consumo do chá de salsa não apresenta contraindicações de uma forma geral, principalmente porque a salsinha é um tempero universal do qual quase todos já tiveram contato.

A contraindicação é relacionada aqueles que sabidamente possuam reação alérgica quando da ingestão da planta ou do seu chá.

Mulheres com fluxo menstrual muito intenso também devem evitar o consumo ou moderar, pois a bebida pode estimular o sangramento nestes casos.

Também não é indicado o consumo por gestantes e pessoas com doenças mais graves ou infecções agudas. Apesar de todas as propriedades do chá de salsa, ele não pode ser substituto à tratamentos medicamentosos para doenças.

O chá de salsa apresenta uma variedade tão grande de componentes importantes à saúde que seus benefícios se tornam complementares. É importante sempre atentar-se às contraindicações e aproveitar todas as propriedades que esta planta pode oferecer ao nosso corpo.

 

Referências

ALYAMI, Fahad A. et al. Effect of drinking parsley leaf tea on urinary composition and urinary stones’ risk factors. Saudi Journal of Kidney Diseases and Transplantation, v. 22, n. 3, p. 511, 2011.

WEBER, Angelo Viana et al. PROPRIEDADES ANTIOXIDANTES DA SALSA (PETROSELINUM CRISPUM): TRATAMENTO ALTERNATIVO NA ATEROSCLEROSE. Salão do Conhecimento, v. 2, n. 2, 2016.

WONG, Peter YY; KITTS, David D. Studies on the dual antioxidant and antibacterial properties of parsley (Petroselinum crispum) and cilantro (Coriandrum sativum) extracts. Food chemistry, v. 97, n. 3, p. 505-515, 2006.

Deixe um comentário